31/08/2021

Tom Morello escreve carta aberta para ajudar estudantes de música no Afeganistão; entenda

Tom Morello, guitarrista do Rage Against the Machine, escreveu carta aberta para ajudar jovens estudantes de música no Afeganistão, com intuito de evitar que o grupo seja prejudicado após o Talibã assumir controle do país ao dominar a capital, Cabul. As informações são da Billboard.

No último final de semana, Morello pediu ajuda à indústria musical em carta aberta, enviada à Billboard pelo amigo e professor de violão, Lanny Cordola, que começou uma escola de música para meninas no Afeganistão por meio da ONG Miraculous Love Kids, instituição fundada em 2010 responsável por ensinar violão a crianças em áreas devastadas pela guerra.

"Escrevo em nome de algumas meninas muito especiais no Afeganistão em grave perigo," afirmou. "Girl With a Guitar (programa criado por Lanny Cordola) acolhe órfãos de rua e outras meninas que sofreram traumas significativos, usando a música como ferramenta de reabilitação e meio de trabalhar problemas, histórias e esperanças. Tive a honra de colaborar com essas crianças maravilhosas."
"Desde a tomada do Talibã, a escola foi destruída e as meninas estão escondidas. Correm um risco extremo porque são amplamente conhecidas por tocarem música ocidental e foram educadas por um professor estadunidense," continuou. "Tudo que puderem fazer para ajudar a salvar as vidas deles seria muito apreciado."

Cordola está no Paquistão, trabalhando para tirar os alunos do país - estava em Islamabade para renovar o visto quando o governo caiu. O músico disse à Billboard que tentou tirar 12 meninas, as famílias delas e o motorista do Afeganistão "porque estão em perigo." Após não conseguir, passou a buscar outras opções.

"Apelamos à comunidade internacional, aos diplomatas, políticos, meios de comunicação e ONGs responsáveis por evacuar civis sob ameaça, para encontrarem uma maneira de colocar o maior número de nós em aviões que deixam o Afeganistão em segurança," adicionou Tom Morello na carta. "O tempo é fundamental, porque o transporte aéreo está programado para terminar, e nos deixaria aqui sem esperança."

Por: Rolling Stone